bg

Nada é o que parece

Aviso

"...Qualquer semelhança com nomes, pessoas, datas, locais, situações, ou circunstâncias, poderá não ter sido mera coincidência..."

Histórias secretas – “Nada é o que parece”

Autor: agente secreto - codinome "Alex"

Alex trabalhava numa operação secreta, atuando num dos principais ambientes operacionais de agentes secretos – a vida noturna. Para reforçar sua estória-cobertura, sustentando-se no local sem despertar suspeitas, Alex tratou de se aproximar de alguém do ambiente - e os solitários carentes de companhia são uma boa opção. Agentes secretos também têm a habilidade de tornar agradável a vida das pessoas e Pedro teve essa sorte. Assim, por uma “mera coincidência”, Pedro conheceu a simpatia de um jornalista “free lancer” de passagem por Brasília, chamado Alex.

Pedro ficou tão alegre com a excelente companhia de Alex que se animou aos prazeres convidativos da vida noturna. Assim, poucas doses de uísque depois, Pedro disse a Alex que iria abordar uma mulher que estava lhe “dando mole”, pois lhe estava persistentemente sorrindo e olhando diretamente. Ato contínuo, Pedro levantou-se animado e confiante e dirigiu-se para a tal mulher.

Segundos depois, Pedro retornou desanimado e Alex perguntou-lhe o que havia acontecido. Desorientado, abatido e visivelmente frustrado Pedro disse não entender a atitude da mulher que, quando foi abordada por ele, sequer lhe deu atenção, demonstrando inclusive estar incomodada com a sua presença. Alex lhe pediu que assinalasse a tal mulher, se vendo obrigado a dividir sua atenção entre a missão a cumprir e a decepção de Pedro. Após isso, rapidamente disse a Pedro o que havia acontecido.

Alex explicou-lhe que o fato da mulher estar olhando e sorrindo persistentemente para ele era só impressão. O que ocorria de fato é que ela não estava enxergando direito porque mulheres preferem não enxergar a ter que usar óculos na “night”. Assim, o seu suposto olhar persistente para Pedro devia-se ao fato de que, para não demonstrar que não enxergarva direito, ela fixou o olhar, coincidentemente na sua direção, mas ela nunca enxergou Pedro na vida dela. Alex explicou que o seu suposto sorriso para Pedro, ao contrário, era resultado da contração facial que ela fazia em seu esforço muscular para tentar enxergar. E Alex explicou também que a demonstração de incômodo que ela manifestou quando da aproximação e abordagem de Pedro, na verdade foi o enorme susto que ela tomou quando ele apareceu, do nada, repentinamente na frente dela. Ela deve ter passado muito mal, coitada!

Pedro ficou atônito e admirado com a surpreendente percepção de Alex. Pouco tempo depois, Pedro disse a Alex que outra mulher estava lhe “dando mole”, pois lhe estava persistentemente sorrindo e olhando diretamente. Só que dessa vez, inseguro sobre o que estaria acontecendo, Pedro rapidamente assinalou a tal mulher, perguntando ao guru Alex:

Alex, o que eu devo fazer?

Depois de observá-la sutilmente, para surpresa de Pedro, Alex lhe respondeu:

Ela está te “dando mole” e sorrindo muito para você.

É mesmo? - perguntou alegre, o ainda inseguro Pedro. E o que eu devo fazer? - retrucou imediatamente.
Aproxime-se dela, é claro! - respondeu Alex.

Eu?

Você mesmo. É prá você que ela está “dando mole”, não é?

É....Mas, será que ela está enxergando direito? - perguntou o inseguro Pedro.

Essa aí enxerga muito bem e é para você que ela está olhando – concluiu Alex.

Então, eu vou lá – disse Pedro, esperançoso.

Porém, quando Pedro partia para abordar a tal mulher, mais confiante e decidido, Alex lhe falou:

Só mais um detalhe...

Detalhe? Que detalhe, Alex?- balbuciou Pedro, assustado.

Tome muito cuidado! – disse Alex, enigmático.

Cuidado, eu? Cuidado, com o que? - disse Pedro ainda mais assustado.

Muito cuidado para saber a resposta – resumiu Alex.

Resposta? Que resposta?

Resposta à pergunta – completou Alex, laconicamente.

Que pergunta, meu Deus? – perguntou o agora confuso Pedro.

Ora, a pergunta mais importante de todas – explicou Alex, calmamente.

Que pergunta importante é essa, Alex? Diga logo! – falou Pedro impacientemente.

Por que? – disse Alex.

Por que, o que? – perguntou o inseguro, desorientado, assustado e aflito Pedro.

O porquê dela estar “dando mole” prá você.

Continua...


Acesso à Área Restrita

  • Para receber nossas newsletters, efetuar compras e ter acesso às áreas restritas do site faça seu cadastro clicando no link LOGIN que encontra-se ao lado direito do site.

Siga-nos

 
 
 
 
 
 
YouTube
 
 
Voltar ao topo